27 de mar de 2010

Cultura Grega


Os gregos foram, sem dúvida, povos que contribuíram grandemente para o desenvolvimento da cultura e da ciência, povos de grande esplendor cultural. Para se ter uma idéia, os romanos copiaram grande parte da cultura grega. Um desses exemplos são os deuses romanos, que nada mais são do que uma cópia dos deuses gregos.

A filosofia foi o grande legado do pensamento grego. Os primeiros filósofos buscavam entender os fenômenos da natureza através explicações racionais e organizadas, fugindo das justificativas mitológicas. Aliás, a mitologia foi outra grande contribuição grega: até hoje, vários filmes, séries e história são baseados na mitologia e nos deuses gregos, vistos como seres superiores, embora tivessem sentimentos iguais aos dos homens.

Os gregos apreciavam muito o teatro. As peças aconteciam em grandes anfiteatros ao ar livre; as filas para assistir a essas peças começavam a se formar um dia antes das apresentações. Em relação ao teatro, podemos citar os mais importantes escritores de peças da Grécia Antiga: Ésquilo e Sófocles. A arte grega, que tanto influenciou a arte romana e renascentista, buscava retratar corpos com o máximo de perfeição, exaltando a beleza estética.

Ainda podemos citar outras fantásticas contribuições dos gregos, como o desenvolvimento dos Jogos Olímpicos, criados em homenagem a Zeus, o principal dos deuses. Outra importantíssima contribuição grega para a sociedade atual foi a criação da democracia, onde os cidadãos passaram a decidir, de forma direta, os rumos de Atenas.

Saiba mais:

Civilização grega

A rivalidade entre Esparta e Atenas

8 de mar de 2010

A civilização grega

A civilização Grega deve aos povos indio-europeus, helenos, aqueus, dórios entre outros, os aspectos mais originais de sua literatura. Foram deles a primeira criação poética, a criação dos deuses e de suas lendas, conhecidas até hoje. Como exemplo pode-se citar os poemas homéricos, que fazem referência ao povo aqueu.
Ao longo de sua história, a literatura grega teve várias fases e gêneros e, por isso, geralmente é, dividida em três grandes gêneros:
Poesia épica ou epopéia: conta a história dos heróis e suas façanhas;
Poesia Lírica: possuí origem nos antigos hinos, que eram dedicados aos deuses;
Teatro: tem o objetivo de emocionar o público, fazendo-o acreditar de que tudo o que acontece durante a peça também pode acontecer na vida real.

Além dessas três divisões temos ainda:

a didática (cujo maior representante foi Esopo, que escreveu cerca de 400 fábulas, nas quais ensinava sobre os valores negativos e positivos e sobre o bem e o mal. A obra de Esopo, que muitas vezes era ilustrada com animais, que tinham as virtudes e os defeitos do homem, influenciou as fábulas romanas e as de La Fontaine),
a filosofia (sendo as figuras de Platão e Aristóteles os maiores destaques)
a história (que tinha o objetivo de salvar do esquecimento os motivos das guerras e os feitos heróicos dos gregos. Os autores que mais se destacaram foram Heródoto, Tucídides e Xenofonte);
e a eloqüência (tendo em Demóstenes o seu maior representante).
Esses gêneros não fazem parte do objetivo inicial deste estudo, e, por isso, não receberão o devido e merecido destaque.

http://www.mundocultural.com.br/index.asp?url=http://www.mundocultural.com.br/literatura1/grega/index.html

Arquitetura Grega

Introdução

Os gregos antigos se destacaram muito no mundo das artes. As esculturas, pinturas e obras de arquitetura impressionam, até os dias de hoje, pela beleza e perfeição.

Os artistas gregos buscavam representar, através das artes, cenas do cotidiano grego, acontecimentos históricos e, principalmente, temas religiosos e mitológicos. As grandes obras de arquitetura como os templos, por exemplo, eram erguidos em homenagem aos deuses gregos.

Arquitetura Grega

Um dos templos gregos mais conhecidos é a Acrópole de Atenas, que foi construído no ponto mais alto da cidade, entre os anos de 447 a 438 a.C. Além das funções religiosas, o templo era utilizado também como ponto de observação militar. As colunas deste templo seguiram o estilo arquitetônico dórico (veja abaixo).

A arquitetura grega antiga pode ser dividida em três estilos:

1 – Coríntio - pouco utilizado pelos arquitetos gregos, caracterizava-se pelo excesso de detalhes. Os capitéis das colunas eram, geralmente, decorados com folhas.
2 – Dórico - estilo com poucos detalhes, transmitindo uma sensação de firmeza.
3 – Jônico - este estilo transmitia leveza, em função dos desenhos apresentados, principalmente nas colunas das construções. Outra característica deste estilo era o uso de base circular.

Pintura Grega

A pintura grega também foi muito importante nas artes da Grécia Antiga. Os pintores gregos representavam cenas cotidianas, batalhas, religião, mitologias e outros aspectos da cultura grega. Os vasos, geralmente de cor preta, eram muito utilizados neste tipo de representação artística. Estes artistas também pintavam em paredes, principalmente de templos e palácios.

Escultura Grega

As esculturas gregas transmitem uma forte noção de realismo, pois os escultores gregos buscavam aproximar suas obras ao máximo do real, utilizando recursos e detalhes. Nervos, músculos, veias, expressões e sentimentos são observados nas esculturas. A temática mais usada foi a religiosa, principalmente, representações de deuses e deusas. Cenas do cotidiano, mitos e atividades esportivas (principalmente relacionadas às Olimpíadas) também foram abordadas pelos escultores gregos.

Influência na arte romana

Quando dominaram a Grécia, os romanos ficaram tão admirados com a arte grega que buscaram "imitar" o estílo artístico grego. Basta observarmos os detalhes das esculturas e obras arquitetônicas romanas para percebermos as semelhanças.